'

NOTA PÚBLICA DE COMPROMISSO COM A CONSTRUÇÃO DA FRENTE DE OPOSIÇÕES NA APPSINDICATO

TLS Paraná (Trabalhadores e Trabalhadoras na Luta Socialista) vem a público reforçar sua posição de compromisso e apoio na construção da Frente de Oposições na APP-Sindicato.

16 Sep 2021, 09:39
NOTA PÚBLICA DE COMPROMISSO COM A CONSTRUÇÃO DA FRENTE DE OPOSIÇÕES NA APPSINDICATO

A TLS Paraná (Trabalhadores e Trabalhadoras na Luta Socialista) vem a público reforçar sua posição de compromisso e apoio na construção da Frente de Oposições na APP-Sindicato. A TLS nasceu no Paraná com a intenção ser uma organização sindical capaz de dialogar com as mais diversas forças organizadas, sempre que a intenção for o fortalecimento da luta e da pauta dos trabalhadores paranaenses. Tal posição ficou demonstrada já no evento de lançamento de nossa organização no estado, onde realizamos uma plenária com o espaço mais amplo possível, com representação das diversas organizações de luta no Estado.


Desta forma, enxergamos o surgimento da Frente de Oposições como uma alternativa para a reorganização da luta dos trabalhadores em educação no estado do Paraná, na base da APP-Sindicato. Os profissionais da educação têm sido alvo de intensos ataques dos governos neoliberais em nosso estado. Ao mesmo tempo em que a entidade representativa destes mesmos trabalhadores é dirigida por um setor da burocracia sindical encastelada nas estruturas do Sindicato. Por consequência, vão acumulando diversos erros na condução da luta que colabora na consolidação da situação atual dos trabalhadores em educação do Paraná – intensa perda de direitos e retrocesso.

A Frente de Oposições, encampada pela TLS desde o seu início, é composta por diversas outras organizações de luta e por centenas de educadores independentes. Esta organização surgiu como uma tentativa de aglutinar nossa energia militante para um único propósito: a defesa das pautas da Educação Paranaense. Está é uma tentativa de construção, dentro da APP-Sindicato, de um sindicalismo mais dinâmico, vivo, em contato com a categoria e que tenha por objetivo principal, a defesa e a organização desta mesma categoria na luta pelas suas pautas. Isto é, o oposto ao sindicalismo burocratizado que virou a APP. Onde os dirigentes distanciados das bases e apegados às estruturas viram as costas aos servidores da educação que se sentem verdadeiramente abandonados.

Sindicato não é trampolim! Sindicato é para organizar a luta!

Vislumbramos a Frente de Oposições como semente de uma organização viva e dinâmica. Em que as divergências internas das forças políticas não se sobressaiam ao verdadeiro objetivo da Frente: organizar a luta dos educadores e educadoras.

Temos a Frente de Oposições como um espaço plural, onde até mesmo os educadores e educadoras independentes, não vinculados à nenhuma força política, devem ter o seu espaço de atuação garantido. Construímos a Frente de Oposições como um espaço suprapartidário, onde a militância filiada à partidos tenham espaço de atuação, tão quanto os não filiados à partido nenhum. E que, neste processo, a Frente defenda uma APP-Sindicato independente de partidos políticos, mas não neutra em relação às pautas dos trabalhadores e trabalhadoras.

Desta forma, concluímos esta nota reforçando nosso compromisso político com a construção da Frente de Oposições e o chamado para que todas as forças políticas da oposição na APP-Sindicato se somem à esta construção.

Ressaltemos, diz a frase que tem sido utilizada em todas as publicações da Frente de Oposições: “se os tempos são outros, as atitudes não podem ser as mesmas”. É nisso que nós, da TLS, apostamos! E por isso, apontamos, publicamente, nosso compromisso pela construção da Frente de Oposições.

Coordenação Estadual da TLS/PR
Paraná, 15 de setembro de 2021